Amazon

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Insonia

                    

                            

Noites insones em que

Perco-me no vazio

E nos pensamentos

Que me fazem relembrar

certos momentos,

De alegria ou dor;

De vitória ou angústia.

E nesse silêncio, inerte, 

As horas vão passando,

O sono nem, de leve,

vem me visitar.

Isso me faz descobrir a ansiedade.

Uma ansiedade de colocar

Para fora certos sentimentos, 

Porém tenho receio.

O dia vai amanhecendo

E é, então que percebo,

Que no mundo escuro

As estrelas brilham.