Amazon

terça-feira, 28 de abril de 2009

Desencontrada



Minha felicidade está
na distância daquilo
que sinto e no que acredito.
Abismo entre dois corpos
Rachaduras irreais
Um nó que demora a desatar
Um vínculo que não se corta
Liberta-me de tudo
E que um sonho me absolva dessa realidade.

Na expectativa de me encontrar
Me perco dentro de mim.